Talking all that crazy shit like we do

Fifth Harmony, “Them Girls Be Like”

As últimas semanas foram boas ouvindo o disco de estréia das Fifth Harmony, não porque seja exatamente a melhor coisa do mundo, mas é o primeiro disco realmente bom de girlband em um bom tempo (o último, provável ser essa obra-prima, meio esquecida hoje). Agora pense na maravilha acidental que é, graças a elas, encontrar uma playlist no Spotify pra relembrar bastante En Vogue, TLC, Destiny’s Child, Spice Girls, Salt N Pepa, Miss Teeq, Sugababes, etc.- algumas delas que eu provavelmente não ouvia desde a época em que foram fenômenos!

Cada uma dessas girlbands é importante dentro do contexto e o contato com o que as Fifth Harmony representam agora (FFS, elas fazem questão de ostentar as influências dentro do disco), muito porque elas são, digamos, mais espontâneas e específicas dentro de um período no pop que poderia até ser chamado de revival das girlbands, onde acima de existirem elas tão tentando te lembrar da época de ouro em que se fazia esse tipo de música. Há as Little Mix, uma pastiche PG-13 da maioria das girlbands americanas meio frouxa, as Neon Jungle que fazem o mesmo em versão EDM, as M.O. com aquele fetiche descarado pelo UK garage do início dos 2000.

As Fifth Harmony parecem sozinhas se encaixando nesse nicho (a não ser se eu for considerar esse bom single de um grupo chamado 2NYO que depois não apareceu mais): ainda que a maior parte do disco seja reminiscente do R&B do anos 90/início dos 2000, cada uma dessas músicas estão ligadas a um pop hiper-moderno. Há o synth-pop Prince-y á “Jealous” em “Sledgehammer”, o infame trompete de “Talk Dirty” em “BO$$” e “Worth It”, Rihanna fazendo dancehall em “Them Girls Be Like”, o doo-woop de Glee que a Ariana Grande conseguiu tornar cool (e elas também) em “We Know” e, claro, o rnbass resultado da ubiquidade do DJ Mustard em toda a melhor parte do disco.

Pra muita gente isso soaria como se elas apenas estivessem seguindo o Top 40 (o que não é uma mentira), mas diz um bocado sobre a personalidade do disco; sobre como elas botam em prática o que as descreve e como fariam esse som funcionar em 2015, em todos os sentidos. Eu não vejo qualquer outra girlband de hoje que poderia fazer uma música chamada “Like Mariah“, por exemplo. E elas são ainda melhores quando eu identifico essa estética sororal, bem própria das girlbands mesmo, com aquela dose de espírito competitivo que eu imagino ser da Beyoncé, da forma mais emergente possível – e sem nenhum remorso disso. Não é errado dizer que o Reflection é um disco totalmente coming-of-age.

A minha música preferida, “Them Girls Be Like”, não é exatamente reveladora em nada sobre disco na sonoridade. Ela é o resultado do dancehall-to-ragga-to-raggae que a Rihanna lança de vez em quando, mas ela é mais própria da estética do dancehall que qualquer coisa que a Rihanna faria; tão direta e certeira que me faz lembrar da J Capri ás vezes. O fato dela ser tão descarada sobre as intenções a deixa mais por dentro do que acontece no universo das Fifth Harmony liricamente – ela começa com uma série de perguntas do tipo Do my ass look fat? interpoladas por um Or nah. E elas continuam nessa linha, dando uma tonalidade quase como um manifesto pros assuntos que são relevantes aqui: há versos incríveis sobre filtros no Instagram, snapchat e um pedido pra não esquecer da hashtag I woke up like this too (de novo, Beyoncé). Eu não ouso discordar delas, isso é o que importa.

2 comentários em “Talking all that crazy shit like we do”

  1. Esse cd é incrível e tu estas totalmente certo em cada vírgula aqui e digo mais: quem não ouviu esse cd está perdendo um dos eventos de 2015.

^-^

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s