Um Método Perigoso

adangerousmethod

Sobre o filme:

Um filme teórico por um diretor de práticas. Até a comentada sequência das chicotadas é light demais pro Cronenberg. A presença de Keira Knighley (saindo diretamente dos papéis de burguesinha) e do roteirista de Ligações Perigosas garantem um filme requintado até dizer chega. Cronenberg vai atrás dos elementos básicos do seu cinema sem precisar exercitá-los, o que torna o A Dangerous Method ainda mais curioso: apesar de ser teórico, o centro é sempre o corpo; diferentemente dos últimos filmes do diretor, onde a mente sempre tinha o papel fundamental e todos eram extremamente práticos. Nessa busca, ele debocha de si próprio (o jantar de Jung com a família de Freud é especialmente hilário).

Mas o que impressiona mesmo é o trabalho com os atores. Cronenberg sempre posiciona dois (ou mais, mas quase sempre são só dois) nunca como se estivéssemos vendo um diálogo, mas sim um jogo: sempre vem em mente de que um está a frente do outro, mesmo que de maneira irônica (a maioria das cenas com Freud, por exemplo). O que me pareceu morno dentro do filme é a presença de Vincent Cassel em um personagem caricato e com o único objetivo de desestabilizar a visão de Jung, uns 20 minutinhos a mais e talvez isso deixasse de ser um problema.

Keira Knighley em especial, tem de longe a melhor atuação do filme. Nunca considerei o Cronenberg um “diretor de atores” (o que acontece em seus filmes pós-Spider é porque ele já trabalha com atores excelentes), mas a cada expressão dela aqui ficava evidente que boa parte era totalmente moldada pelo diretor. Arrisco até dizer que desgostar da atuação dela e gostar do filme é complicado. Vi tantas críticas para a versão Sabina da Keira que, pra mim, são no mínimo equivocadas. Sério, acredito que seja a atuação feminina mais empolgante desde Asia Argento em Traição em Hong Kong. A Dangerous Method são as expressões corporais (esse plano logo acima que mostra Keira já como dominadora indecisa com o corpo – cada dia mais esquisito – sendo esmagado pelo vestido e com parte dos seios a mostra é o grande momento do filme) e faciais de Sabina. Obra-prima.

6 comentários em “Um Método Perigoso”

  1. Foi lançado o blu-ray lá fora, já. Também tava na maior esperança achando que seria o meu primeiro Cronenberg no cinema, mas do jeito que tão adiando tanto, vai dar sorte é se não for direto pra DVD.

  2. É estranho que poucos tenham desconfiado da facilidade com que se pode criticar a atuação da Keira. Ela se coloca numa posição de grande risco (com o sotaque, com a histeria), desenha um alvo nas costas. É essa vulnerabilidade que impressiona, essa entrega para cambalear sobre a linha do genial e do caricato (o que também é um largar-se cego para os braços de Cronenberg). Houve muita coragem nesse exagero porque ele suga atenção de todos os outros grandes momentos dela no filme (como o que você citou), em que ela exibe quase indistinta uma nota de desespero sob a superfície, um tremor de expressão que consegue driblar o entrave de nervos acionados para acobertar a inquietação do corpo e vir finalmente à tona. Esse tom de distúrbio velado faz de cada cena entre ela e Fassbender uma barganha (por empatia, por atração). O quanto disso cabe a Cronenberg ou à Keira é irrelevante, o que importa é que ela está fantástica e Um Método Perigoso depende dela para funcionar.

    1. É triste ver tanta gente que considero criticá-la pelos mesmos motivos que eu gostei tanto. Acredito até que em alguns momentos ela domine tudo involuntariamente só pela força da atuação que tá sendo construida alí. E concordo com o que tu disse sobre os momentos dela com o Fassbender, essas duas sequências dos screens aí em cima então… são dos momentos mais insanos já criados pelo Cronenberg – e por ela :P

^-^

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s