As 100 melhores músicas de 2011

É incrível como você perde 11 meses falando que o ano tá fraco e quando senta pra fazer uma lista como essa, acaba se surpreendendo, haha. Também me surpreendi com o número de coisas que ouvi esse ano. Jurava que não ia dar mais do que 50 músicas. Mas enfim, inicialmente iam ser só singles mas como tem gente doida que só joga disco na roda e eles tem faixas boas demais pra serem desperdiçadas, entraram aqui também. Acabou que ficou um misto de faixas aleartórias (em menor escala) com a maioria de singles. Também tive que cortar algumas músicas porque os artisas já tavam aparecendo demais (se eu não me engano, Metronomy, Beyoncé e Kanye West entraram com 3 e ainda teriam mais). E vamos lá:

100 Cannons (Youth Lagoon)
99 Video Games (Lana Del Rey)
98 Não Existe Amor em SP (Criolo)
97 Can’t Get Enough f. Trey Songz (J. Cole)
96 Ainda Bem (Marisa Monte)
95 Swin Good (Frank Ocean)
94 Embody (SebastiAn)
93 I Wanna Go (Britney Spears)
92 The Words That Maketh Murder (PJ Harvey)
91 Good Day Today (David Lynch)

90 Polish Girl (Neon Indian)
89 Abducted (Cults)
88 Ronald Reagan Era f. RZA (Kendrick Lamar)
87 Amor Fati (Washed Out)
86 Doldrums (Atlas Sound)
85 Kidz (Take That)
84 Shot Yourself in the Foot Again (Skream & Example)
83 Two Small Deaths (Wye Oak)
82 Love What Happened Here (James Blake)
81 Albatross (Wild Beasts)

80 Shake (Little Boots)
79 Make My (The Roots)
78 Überlin (R.E.M.)
77 Green Aisles (Real Estate)
76 Everything Goes My Way (Metronomy)
75 Painted Eyes (Hercules and Love Affair)
74 Mi Vida Eres Tu (Vanguart)
73 Bizness (tUnE-yArDs)
72 Back in the Crowd (Tom Waits)
71 Marry the Night (Lady Gaga)

70 Bed of Nails (Wild Beasts)
69 Money (The Drums)
68 Echoes (Washed Out)
67 Blink and You’ll Miss a Revolution (Cut Copy)
66 Lawrence (Girls)
65 Why I Love You f. Mr Hudson (Jay-Z & Kanye West)
64 Civilization (Justice)
63 This Is Why We Fight (The Decemberists)
62 Banana Ripple (Junior Boys)
61 Playing House f. How To Dress Well (Active Child)

60 Our Deal (Best Coast)
59 Little Black Submarines (The Black Keys)
58 Mon chevalier (Emilie Simon)
57 Lucky Day (Nicola Roberts)
56 Power f. Danny Brown and Despot (Das Racist)
55 This Is Not The End (Gui Boratto)
54 Sunday (HURTS)
53 My Machines f. Gary Numan (Battles)
52 Someone Like You (Adele)
51 Walk (Foo Fighters)

50 I’ll Take Care of U (Gil Scott-Heron & Jamie xx)
49 1+1 (Beyoncé)
48 Helplessness Blues (Fleet Foxes)
47 I Took a Little Something (Florrie)
46 She f. Frank Ocean (Tyler, The Creator)
45 Sadness Is A Blessing (Lyyke Li)
44 Corpo Fechado (Pública)
43 Witches’ Brew (Katy B)
42 Shake It Out (Florence + The Machine)
41 Kaputt (Destroyer)

40 Wild Man (Kate Bush)
39 Calgary (Bon Iver)
38 The Look (Metronomy)
37 Make Me Proud f. Nicki Minaj (Drake)
36 A Commotion (Feist)
35 I Follow Rivers (Lyyke Li)
34 Born Alone (Wilco)
33 Mindkilla (Gang Gang Dance)
32 Surfers Hymn (Panda Bear)
31 Call Your Girlfriend (Robyn)

30 Alsatian Darn (Panda Bear)
29 Lady Luck (Jamie Woon)
28 Broken Record (Katy B)
27 Space Is Only Noise If You Can Se (Nicolas Jaar)
26 Lotus Flower (Radiohead)
25 Wicked Games (The Weeknd)
24 Super Bass (Nicki Minaj)
23 Lonely Boy (The Black Keys)
22 Love On Top (Beyoncé)
21 Holocene (Bon Iver)

 20) Tom Waits
Kiss Me

É o bom e velho Tom Waits que estamos acostumados. Assim como outras aqui desse top20, entrou não só porque é a melhor do disco, mas também por descrever perfeitamente sua sonoridade. É um som que procura o futuro, brincando aqui e alí com os instrumentos; mesmo que superficialmente, acaba ganhando autenticidade só pelo esforço do artista.

19) PJ Harvey
The Glorious Land

Não houve nada mais inusitado no mundo da música em 2011 que PJ Harvey e o seu Let England Shake. Essa The Glorious Land mesmo, começa logo em meio a exageros de trompete que mais parece um E.T. chegando na Terra, depois vai diminuindo a sua carga gradativamente, até terminar sendo uma simples balada fácil de se encontrar por aí. E sim, isso são elogios!

18) Marisa Monte
O que Você Quer Saber de Verdade

Quanto a Marisa Monte letrista, acho até dispensável comentar: sempre melodias assumidamente populares com boa dose de apego pelos tons pessimistas (no caso desse novo disco, é um pessimista feel good, hehe). Mas a Marisa Monte criadora de ritmos consegue ser ainda mais interessante; sempre dialogando com o que há de mais atual na MPB. Ela é a grande influência de cantoras como Tulipa Ruiz, mas pode muito bem ser do mesmo grupo, por exemplo.

17) James Blake
The Wilhelm Scream

Tudo com o James Blake tem um imenso cuidado, mesmo em faixas-menores como aquela decepcionante com o Bon Iver, é de se admirar a eficiência do rapaz. Em Wilhelms Scream ele abre mão dos instrumentais que tanto marcam sua (precoce) carreira; deixando ele frio, menos organizado e explorando mais a sua voz, repercutindo até aonde não se pode imaginar.

16) Battles
Ice Cream f. Matyas Aguayo

Battles mais organico e menos robótico, mas não necessariamente menos bizarro. E que me desculpem os entusiastas de ”artes diferentes”, pra mim a faixa e o clipe dela se completam. Os dois juntos formam o máximo que a criatividade do homem pode chegar.

15) Björk
Crystalline

Nenhum disco arrastado como o Biophilia pode apagar o grande feito que Crystalline é na carreira da Björk. Mesmo se unindo ao dubstep é talvez uma espécie de resgate da essência da cantora, misturando os elementos eletrônicos com uma espécie de narrativa fragmentada sobre uma voz excesivamente açucarada, o que eu não ouvia desde Vespertine.

14) Calvin Harris
Feels So Close

Tem praticamente só uma frase, mas a letra exala melancolia, e é também ridícula. Tudo começa normal e termina numa grande explosão de ritmos, do mais tradicional estilo do inglês. Calvin Harris abraçou a nação americana de vez, nessa música ideal pra ser trilha sonora de qualquer liga de futebol da Europa.

13) Lady Gaga
The Edge of Glory

De Bruce Springsteen a Daft Punk. Nenhuma música do Born This Way representou tão bem essa união de grandes momentos e estilo da música pop. Claro, tudo moldados aos tempos atuais de dance-farofa, mas com toda a nostalgia dos respectivos períodos. Quando os violinos dão espaço ao saxofone num middle-8, você pensa que já viveu tudo o que devia nessa vida.

12) Girls
Vomit

Vomit representa um exagero de pretensão de Owens, mas mesmo buscando sempre ser algo tão grandioso (elementos hard-rock, longos momentos de solo, coral, etc), é uma faixa que se aproxima com simplicidade do ouvinte. O Girls amadureceu. Mas continua sendo aquela banda que qualquer jovem se identifica facilmente com as letras.

11) Kanye West
All of The Lights f. Rihanna, Kid Cudi, Tony Williams, The-Dream, Charlie Wilson, John Legend, Elly Jackson, Alicia Keys, Elton John, Fergie, Ryan Leslie, Drake, Alvin Fields and Ken Lewis

Ok, ninguém mais duvida que o My Beautiful Dark Twisted Fantasy foi um verdadeiro acontecimento no mundo da música; e que All of The Lights é a faixa que melhor expõe as ambições do disco. A traição, a auto-piedade, o rock de arena mergulhados no mais puro pop, e radiofônico.

10) SebastiAn
Love in Motion f. Mayer Hawthorne

Mesmo com a ajuda de Mayer Hawthorne, M.I.A. e Gaspard Auge, o disco do SebastiAn pode decepcionar muita gente pela frieza das parcerias. Mayer chega em Love in Motion atrapalhando uma jornada solitária, fica óbvio que a faixa é mais um duelo, dos artistas, dos estilos, etc. Uma bagunça, e ainda dialoga com tudo que há de mais genérico na música electronica atual.

09) Jay-Z & Kanye West
Niggas in Paris

Imagine todo o ego de Jay-Z e Kanye West conduzido como uma grande ironia, relatando inclusive essa luxuosa viagem para Paris, aonde eles gravaram o disco. Os efeitos lo-fi insanos lá pelo fim, o Will Ferrell falando que o importante é ser polêmico mesmo. Isso é Niggas in Paris.

08) Metronomy
The Bay

Tá aí uma música pop e grudenta que eu dificilmente imaginaria em qualquer chart do mundo, porque essa é a maior e melhor característica do Metronomy: tomar um conceito diferente a cada… estrofe? Quando você acha que o pop dançante e a base progressista vã se estabilizar, vem ainda uma sequência de synths minimalistas indescritíveis.

07) Tyler, The Creator
Yonkers

Não se engane. Tudo que o Tyler quer é que você acredite nas brutalidades que ele escreve. Mas tudo não passa de uma grande brincadeira, grande sacadas com o politicamente incorreto em rimas inventivas e uma produção apurada (feita por ele mesmo). E ainda há um lado ”humano”, uma espécie de diálogo com a geração atual, onde Tyler revela todas as desilusões com o mundo e frustrações do pós-adolescência.

06) Cut Copy
Need You Now

Nos tempos atuais, já não é mais novidade as bandas utilizarem a nostalgia e a inspiração de um determinado tempo como grande atrativo de suas músicas, mas nenhuma faz isso como o Cut Copy, que em meio as fórmulas batidas da saturada década de 80, ainda consegue utilizar todas essas formas e assim mesmo criar um som que respira passado e futuro na medida certa.

05) Frank Ocean
Novacane

Só um cara do Odd Future mesmo pra transformar uma música sobre abuso de drogas em algo tão romântico; quase uma declaração de amor ao pessimismo e a melancolia. Aí chegam os complementos entre um verso e o outro, e se prova que tudo aquilo não é muito sério. Só enganação, e das boas. “I’m feeling like Stanley Kubrick”.

04) Beyoncé
Countdown

Dentre os 15 mil ótimos singles que a Beyoncé lançou em 2011, difícil seria escolher só um pra colocar no top5 dessa lista. Countdown é a escolha certa porque é a preparação de um terreno; é a abertura de tudo que o 4 é (a desorganização das faixas é o único defeito do disco). Indo desde o R&B mais tradicinal lá pelos tempos da Motown com a letra deliciosamente brega até os tons minimalistas, do “novo R&B”.

03) M83
Midnight City

Se desse pra descrever Midnight City em uma só palavra, seria ”épico”, como o Gonzalez já tinha apontado. Um sequência de synths exagerados, saxofones de jazz e o refrão feito sob medida para as bizarras harmonias vocais formam a receita para – talvez – a unânimidade nas listas de melhores do ano.

02) The Beach Boys
Cabin Essence (The Smile Sessions)

Incrível como a cada segundo da música é uma nova definição de limite. Aliás, ouvir qualquer material dos Beach Boys significa isso. E ainda dá toda aquela energia da década de 60. Visionário, é verdade, mas nunca fugindo a sua geração. Os riffs, o piano, as harmonias e exageros vocais, o barulho. Que banda, que música.

01) Fred Falke
Aurora

Dá pra entender o porque de Fred Falke ter dado esse nome a melhor faxa do ano: pode não ser o seu período preferido do dia, mas é inegavelmente belo. Uma carta de amor a música electrônica; 8 minutos de uma coerência ímpar; com direito a synths filtrados e intro lenta sendo construída até entregar um instrumental explosivo e marcante.

7 comentários em “As 100 melhores músicas de 2011”

  1. Wherein Unlock iPhone Approach is Best for your needs Unlock iPhone Nonetheless there are several cellular phones while in the universe which is often mainly because favourite and properly referred to as the Apple iPhone.The exact concern is til you have ones own arrangement while using the formal carrier’s networks affiliated with iPhones, you’re variety of hopeless whenever you apply a powerful i phone and it is precisely the style the average person consider.In reality you are able to Unlock i-phones regardless of who any backpack will be.The very first Unlock iPhone preference you’ll have might be the How to make system additionally, the to become self-sufficient one self tactic.
    unlock iPhone 4

  2. Procedures for Unlock Iphone 4 gary the gadget guy Anyone who keeps an iPhone has to tend to be mentioned for your requirements additionally they have to have unlock iPhone 4 gary points, often associated with unique software applications and that is simultaneously safeguarded.Nonetheless, it would be rather discouraging so that you can unlock ones that i cell phone if you won’t get the best brand new iphone4 eliminating the attach on usage.There are a lot associated with promotions all over the place, nevertheless, with no certain becoming familiar with in the market, absolutely captured, so a number of options numerous massive cash regarding absolutely nothing.
    can you unlck iphone 4

^-^

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s